Uma hora você se cansa

Amor é procura, entrega, declaração. Quando eu gosto, sou outra pessoa, desnudo a alma, sou sua.

Mas uma hora cansa.

Cansa ser a única a esperar algo mais da gente.
E mesmo que eu já tenha tentado ir embora, a desistência veio depois de muitas vezes em que eu disse a mim mesma: “cansei”.

Eu me cansei de não ser única, de não ser tratada maravilhosamente bem.
Sabe, às vezes a gente acha que tá pedindo demais. Até porque o outro lado sempre nos faz acreditar que estamos sendo incompreensivos. Que recebemos, sim, o valor que merecemos.
Que somos, sim, amados como amamos.
E que estamos sendo fracos em dar um basta. Que somos injustos, que gostamos menos.
Menos do que o outro, menos do que dizíamos.

Por muitas vezes tentei virar esse jogo; não nego.
Caía em justificativas, acabava dizendo que sim, eu me sentia amada… E concordava: “talvez eu esteja sendo incompreensiva…”.

E tudo voltava.

Depois aprendi.

O coração não se cansa à toa.
Você não precisa provar nada a ninguém. Muito menos para a pessoa que coloca em cheque seus sentimentos quando, na verdade, eram os dela que desde antes estiveram ocultos.

Comentários