Junte-se a centenas de leitores inteligentes e receba textos inéditos, além de ofertas exclusivas (é grátis)!

Respeitamos sua privacidade, NUNCA enviamos spam!

Um poeta a cada esquina

O poeta enxerga beleza naquilo em que ninguém mais vê tanto encanto. Tem poeta que nunca escreveu uma linha.
Um amigo acha incrível cheiro salgado de mar. Diz que lhe alimenta certas saudades…
Conheço outro que parou de ouvir música a caminho de casa, porque, segundo ele, os fones altos não o deixavam ouvir o barulho dos passos.
Tem a história do homem que passou quase a vida inteira cego e pode voltar a enxergar graças a uma cirurgia. Ele não sabia lidar com tanta informação; precisava fechar os olhos para entender o mundo de acordo com o significado que tinha dado às coisas.
Soube desse caso por uma vizinha. Concordei e disse a ela que sim, as pessoas que não enxergam sentem os outros e tudo que lhes cercam de forma única. Ao que ela respondeu que às vezes nós, com nossa visão saudável, não percebemos o mundo em suas sutilezas. “Nossos olhos nos cegam…”, disse.
Tem poeta que nunca escreveu uma linha.
Mas a gente sabe que o é, só pelo jeito como admira e fala das coisas da vida.

Conteúdo Exclusivo
Coloque o seu e-mail abaixo para receber textos exclusivos da Isa!

Não enviamos SPAM

Comentários